Estágios da Memória

1 – Sentidos: visão, audição, tato, paladar e olfato

2 – Atenção

a – Dirigida – Volta-se para o lado do estímulo

b – Mantida – Prestar atenção na maior parte do tempo

c – Seletiva – Prestar atenção num único estímulo, mesmo no barulho ou em pessoas ao redor

d – Dividida – (flexibilização mental) Ouvir e escrever. Dirigir carro e ouvir música.

3 – Decodificação ou Registro: Recebe a informação, elabora, sintetiza e armazena o que for de interesse (Compreensão e Expressão)

4 – Armazenamento: Inicia-se após o estímulo e a decodificação e pode se estender por horas, dias ou anos

5 Evocação: Acesso aos dados armazenados (“lembranças”)

    Tipos de Memória

1 – Memória sensorial:

 A memória sensorial é um tipo de memória que tem origem nos órgãos sensitivos. As informações obtidas pelos sentidos são armazenadas por um curtíssimo espaço de tempo (0,1 a 2 segundos). Se a informação armazenada não for processada perde-se e se for passa para a memória a curto prazo. (Alguns autores a classificam também como Memória de curto prazo)

 2 – Memória de curto prazo:

Este tipo de memória retêm informação durante um período limitado de tempo, podendo ser esquecida ou passar para a memória de longo prazo. Na memória a curto prazo pode-se distinguir duas memórias: Memória imediata  e Memória de trabalho (alguns autores consideram como o mesmo tipo de memória)

Memória imediata/Memória de trabalho: a informação recebida fica retida durante um curto período de tempo (número de telefone, nome de pessoas).

Neste tipo de memória mantemos a informação enquanto ela nos e útil. É utilizada por exemplo quando temos de chegar   uma hora mais cedo em um evento,  ou  horário  para marcar um encontro ou reunião. Mantém-se na memória estas informações, que irão ser esquecidas depois de as terem cumpridas. Chama-se memória de trabalho à atividade de armazenamento e de utilização de informação ligada especificamente à realização de uma tarefa: refere-se, portanto, a um tipo de memória que trabalha.

* Qualquer informação que tenha estado na memória de curto prazo e que se perca, estará perdida para sempre, só se mantendo se passar para a memória de longo prazo.

3 – Memória de longa prazo (ou dependente do conteúdo)

 Responsável pela lembrança de conhecimentos gerais, acontecimentos de episódios ou fatos que aconteceram no passado, permitindo, por exemplo, lembrar sobre um evento da infância ou da juventude.

É dividida em:

a – Memória Declarativa (Explícita): “ saber que”

É aquela em que o acesso à informação é consciente.

Divide-se em:

 1a) Memória episódica ou auto biográfica ( referente a fatos pessoais, eventos lembrados da própria vida) * Recorda-se mais dos fatos ocorridos dos 10 aos 30 anos

 2b) Memória semântica (conhecimento do mundo externo, fatos, cultura geral, datas de acontecimento)

b- Memória não declarativa

É aquela que diz respeito ao conhecimento do qual não se precisa do acesso consciente. Recordações automáticas.   “Saber como”

É a memória para procedimentos e habilidades

  1. ex. dirigir carro, andar de bicicleta, nó em cordão de sapato, piscar, tocar instrumento

                      Tipos de memória não declarativas

1 – Memória de procedimento: habilidades e hábitos (tocar instrumento, dançar, andar de bicicleta);

2 – Priming (memória evocada por meio de “dicas” – fragmentos de uma imagem, a primeira palavra de uma música, frases onde faltam algumas letras);

3 – Memória associativa (Condicionamento clássico: medo de cobra, salivar ao sentir um cheiro de comida, reflexo de Pavlov);

4 – Memória não associativa ( piscar, salivar, engolir (viscerais) e desprezar certos sons tipo miado de gato, onde  acostuma se com ele).

Dr. Luiz Antonio Sá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *