ALZHEIMER? DIAGNOSTICAR FAZ TODA DIFERENÇA!

Situação muito comum de se ver e ouvir: -“Mamãe anda tão esquecida e confusa! Será que isto é normal? Será depressão? Será Demência de Alzheimer? Como saber?”.

Com o aumento da população idosa, aumenta também o número de pessoas com alguma forma de Demência, chegando a 40% acima dos 80 anos, principalmente a Demência da Doença de Alzheimer , trazendo as nefastas consequências para o (a) paciente e sua família, alterando todo o modus vivendi deste núcleo familiar.

Então o diagnóstico correto é muito importante, para que haja principalmente uma organização e preparo familiar para o que virá.

Embora os exames de sangue e os de neuroimagem possam ajudar, o mais importante é o diagnóstico clínico, principalmente através de vários testes neuro–cognitivos, os quais estamos habilitados a fazê-los e que devem  serem feitos para o diagnóstico provável e possível de uma síndrome clínica demencial, afastando ou confirmando também a presença de um estado depressivo ou de ansiedade.

São testes muito importantes, além de toda a avaliação clínica, para chegar o mais próximo do diagnóstico desta doença e um possível tratamento, para tranquilidade de todos.

 

Redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/memoriafitness/?hl=pt-br

Facebook: https://pt-br.facebook.com/memoriafitness/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCYbEPCpUczG1-u2Rahm17IQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *